5 ações para preparar o escritório de advocacia para a gestão integrada

5 ações para preparar o escritório de advocacia para a gestão integrada

gestão integrada

Falamos aqui no blog sobre os ganhos que os escritórios de advocacia conquistam com a gestão integrada, implantada com o auxílio de um software como o Vios Jurídico. São muitos os cases de sucesso que inspiram os escritórios que ainda não integraram suas gestões ou que ainda estão na fase de refletir sobre como implantar. Para estes, o recado é um só: é preciso planejamento e engajamento de todos. E isso começa bem antes, quando se está na fase de preparar o “terreno” para a gestão integrada. Por isso, apresentamos abaixo uma lista com cinco ações que são fundamentais e devem ser aplicadas pelos escritórios que desejam implantar um processo de gestão integrada. Confira.

1 – Líder e entusiasta

É importante que dentro do escritório de advocacia existe um profissional que encare a gestão integrada como benefício. E mais: que consiga visualizar todas as vantagens e ganhos que serão conquistados a partir da opção do escritório de fazer uma gestão integrada de processos de finanças, encarando tudo isso como um fluxo de trabalho integrado. Este papel de líder e entusiasta será fundamental em todo o processo de implantação.

2 – Parcerias

O líder e entusiasta não fará nada sozinho. Este profissional terá a missão de identificar e formar parcerias dentro do escritório para que a visão positiva da gestão integrada seja replicada. Para isso, é necessário estimular a troca de informações para que as pessoas de todos os setores do escritório possam compreender com clareza os benefícios e ajudem a colocar cada item processo em prática.

3 – Cultura

Outro ponto importante que é resultado do trabalho do líder e do engajamento interno é a inserção do tema “gestão integrada” na cultura do escritório. Isso porque é importante que antes de contratar um sistema ou iniciar um processo do tamanho como este que sejam realizados exercícios sobre os processos, as rotinas, os fluxos dos departamentos… Tudo isso deve ser compatibilizada com a cultura do escritório. Até porque existem escritórios que são mais metódicos, outros nem tanto, lembrando sempre que não existe certo e errado; errado é não levar estas características em consideração.

4 – Continuidade

Não se pode ter pressa na implantação da gestão integrada. É importante lembrar sempre que este é um processo contínuo. Leva anos para que todos os conceitos cheguem ao ponto de estarem impregnados na cultura do escritório. Precisa que seja aprimorado e questionado a todo momento. Tenha sempre em mente que sempre existe uma maneira melhor, mais eficiente, mais barata, mais segura de se fazer algo – o que vale também para a rotina de um escritório de advocacia. Esteja certo que a única coisa constante é a mudança.

5 – Sistema

A parte que pode ser considerada como uma das mais importantes nesta etapa de preparação para a gestão integrada é a escolha de um sistema que ajude a implementá-la. Atualmente, não é possível fazer uma gestão otimizada e eficiente sem sistemas que ajudem na produtividade, que trabalhem para e pela pessoa. É feito todo o trabalho de envolvimento das pessoas do escritório sobre os benefícios da gestão integrada. Logo, a expectativa que elas passam a ter é que seus poderes serão ampliados pelo sistema adotado e não virarem escravas dele.

Quer mais orientações sobre como preparar o escritório de advocacia para a gestão integrada? Fale conosco.

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *