Classificação do passivo: Como classificar o passivo de uma empresa

Classificação do passivo: Como classificar o passivo de uma empresa

A classificação do passivo de uma empresa é uma das questões recorrentes no dia a dia de quem convive com auditorias. O passivo pode ser acumulado ao longo dos anos em  diferentes áreas da atividade empresarial. Os principais geradores de passivo são as áreas: fiscal/tributária, trabalhista e financeiro (inadimplência).

Alguns destes passivos estão mais ligados a questões contábeis. Mas outros estão sob os cuidados do departamento jurídico das empresas. Neste sentido, uma questão importante é que a classificação do passivo seja feita pelo jurídico de forma que contadores e economistas consigam transformá-lo em um número, que invariavelmente será incluído em um balanço ou em um relatório.

Classificação do passivo em três dimensões

Para que o trabalho do departamento jurídico seja facilitado, o passivo pode ser classificado de diversas maneiras, mas basicamente varia entre três dimensões.

Dimensão tempo

Curto, médio e longo prazo é a forma mais comum de classificar o passivo de uma empresa por tempo. Cabe destacar que a direção da empresa e o time do departamento jurídico devem decidir qual a variável de cada uma dessas classes. Por exemplo, o tempo mais curto pode ser de um ano; o médio, de um a quatro anos; e o longo, acima de quatro anos.

Dimensão Risco

Nesta dimensão, podem ser usadas classes como certo, provável, possível e impossível. Entendendo que “certo” é aquilo que não tem como escapar, que vai acontecer e só não se sabe o tamanho do problema. A classe “provável” é tudo aquilo que está com um percentual maior de possibilidade, acima de 70 ou 80%, de chance de acontecer. Já a classe “possível” é aquela situação que ainda está indefinida, ou seja, não estão claras as suas possibilidades. Por fim, “impossível” é quando se tem certeza do êxito na discussão.

Dimensão Valor

É uma classe de valores ou bandas de valores que podem classificar o passivo em três ou mais categorias, sendo mais comum usar Baixo, Médio e Alto Impacto (no caixa ou no resultado). Uma das opções é adotar uma tabela como esta abaixo.

Faixas Quantidade
Baixo até 5 mil reais 50
Médio de 5 a 40 mil reais 15
Alto Acima de 40 mil reais 5

Conheça os módulos Vios Jurídico e descubra como obter mais agilidade, produtividade e rentabilidade para os seus negócios.

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *